domingo, agosto 20, 2006


Dei por mim a reviver o passado...a vasculhar entre papéis amarelados pelo tempo...sentimentos vividos...e reencontrei-te...vive-te e lembrei-te... Amei cada palavra escrita...cada pensamento relembrado...cada sentimento contigo vivido... Correram lágrimas...não de saudade mas de angústia...angústia ao sentir a incerteza de não mais voltar a ter tempos assim.. Se te amei...Se me amas-te...Voltarei eu a ser assim amada? A ser assim feliz? Assim relembrada?
(Devaneio...)

(No post anterior não me referia a nenhum amor em concreto...a nenhum amor presente...mas a algo distante...e talvez irreal...nada que reflita realmente o meu pensamento neste momento...a minha vida não acabará quando acabar um amor...somente quando a minha alma não sentir e o meu corpo não respirar...)

15 Comentários:

Blogger Keimadela disse...

como eu te compreendo...acredita! Pode não ter nada a ver, mas mal acabei de te ler lembrei-me de uma frase:

"Porque há sempre uma maneira de recomeçar o que se quizer"

bj

21 agosto, 2006 03:17  
Blogger Joca disse...

Se voltarás ou não pouco importa...importa recordar que um dia...Um dia! Foste amada!....

21 agosto, 2006 22:03  
Blogger Ângela disse...

É tão bom saber que se é amado... ou mesmo que se fora um dia... e que se ambiciona voltar a sê-lo...

"a minha vida não acabará quando acabar um amor...somente quando a minha alma não sentir e o meu corpo não respirar"

Percebo-te linda... percebo-te ;)

****

21 agosto, 2006 22:30  
Anonymous Penmap disse...

Já alguns dias que andava para vir até aqui, afinal é para isso mesmo que tenho lá o link no meu flog.

E claro depois de deixares lá um comentário, era sinal de que haveria provavelmente aqui algo texto novo. E assim aqui estou eu a deixar um comentário.

Como sempre disse este é um blog interessante e só não o visito mais vezes pois não é actualizado muitas poucas.

Um excelente mês de Agosto e continua a passar pelo flog.

22 agosto, 2006 22:56  
Anonymous GaMbUzInA disse...

É bom quando se mexe nos papeis, mas temos de estar preparados para o que neles vamos encontrar. É por essas e outras que eu atiro de vez em quando alguma tralha no lixo. Só guardo as boas rcordações. Para não chorar. Recordar o amor, deve ser sempre uma coisa boa. Mas quando não se conseguem ultrapassar os traumas, mais vale meter tudo no contentor.

«Onde, não os teus olhos, mas o teu olhar?»

24 agosto, 2006 00:35  
Blogger ☆Fanny☆ disse...

É bom sentir o amor...sentirmo-nos amados! Mas se o amor se desvaneceu...as recordações fazem desse momento instantes de eternidade pelo bom que se viveu.

Mas, minha querida Butterfly...a vida transforma-se e há caminhos lindos ainda por descobrir!

Obrigada pela tua visita no meu blog...regressei esta semana de férias e estou a retornar ao convívio da blogosfera!

Um abraço de estrelinhas*

Fanny

24 agosto, 2006 17:43  
Blogger cat disse...

como eu muitas veves assim me sinto!beijinho!

24 agosto, 2006 20:28  
Blogger Luna disse...

ainda que a tua alma não sinta o corpo respirar, a vida continuara em outros planos cosmicos
beijinhos

25 agosto, 2006 23:01  
Blogger sofyatzi disse...

somente quando a minha alma não sentir e o meu corpo não respirar... - Concordo plenamente!!


Beijocas ;)

26 agosto, 2006 14:31  
Blogger vero disse...

"Há palavras que nos beijam como se tivessesm boca...
Palavras de amor, de esperança...
de imenso amor, de esperança louca...
palavras nuas que beijas
quando a noite perde o rosto..."


Nada mais...

Percebeste?

Beijinhos... ADORO TU QUERIDA MANINHA ***

26 agosto, 2006 15:19  
Blogger Alex Flôr Negra disse...

Guardar para mais tarde recordar...
*

27 agosto, 2006 21:52  
Blogger Cláudia Faro Santos disse...

Como te entendo menina...Mas sabes, o amor vai voltar, tenho mesmo a certeza.Quanto é que apostas? =D E nunca te esqueças de gostar de ti, isso sim é mesmo muito importante...

Beijinho a ti*

30 agosto, 2006 13:41  
Blogger Lovely_Girl disse...

sim por vezes temos esse desejo de reviver o passado, nem que seja nesses ditos papeis amarelos..carregados de moçoes.. que nos fazem colar mais uma vez os mais puros sentimentos á flor da pele!


beijinho

30 agosto, 2006 23:16  
Blogger brisa de palavras disse...

As lembranças do passado perseguem-nos...às vezes doces e outras menos doces. mas serão sempre lembranças de algo vivido...
O Amor é algo tão imprevisivel que pode surgir a cada momento...e talvez voltes amar e ser amada.
um abraço
brisa de palavras

31 agosto, 2006 22:15  
Blogger Ana P. disse...

O que importa é que ficou alguma coisa do que viveste.
As lembranças são o melhor que podemos ter...

Beijinhos

01 setembro, 2006 18:27  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial