segunda-feira, março 28, 2005

Percorre-me o corpo esta miscelânea de sentimentos…paro…penso em ti!
Sigo…fujo…olho para trás, desejando voltar? … talvez …mas sigo em frente!
De que serviria olhar para trás? Esperar-te? De que serve se tu não me queres?
Nunca me quiseste, não como eu queria!
Quero dar meus passos largos e decididos sem rancor ou arrependimento

mas a tua presença angustia-me.
É um fervor quase infantil, nosso amor sempre o foi, sempre correu com a alegria de uma pequena criança! Foi esse o nosso maior defeito!

Paro…penso em ti!
Não quero voltar, porque insistes?
Vou…alegre, sonhadora, feliz e ainda amada…quem sabe? Não o sei, nunca o soube…
Abro as minhas asas mais belas e voo…espero… por ti?
Deixaste-me voar
!!

3 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

olá gaja, sou a Lígia! Escreves muito bem. Este poema é muito bonito e parece-me reconhecê-lo de algum lado.....Continua a escrever e não tenhas vergonha, para mim és a minha poeta preferida!

04 abril, 2005 22:12  
Blogger butterfly disse...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

06 abril, 2005 20:45  
Blogger butterfly disse...

olá gaja...desde já agradeco o cometário,para mim é importante saber a opinião de quem lê,seja ela boa ou má...gostei...
quanto ao texto te parecer familiar,não sei de onde porque o fiz inspirada unicamente na minha vida...
bjinhos

06 abril, 2005 20:51  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial