quarta-feira, março 12, 2008

Nascem sorrisos,
Da espuma transparente,
Borbulham estrelas dos nossos corpos,
Segredos só nossos

Sentes o peito a estremecer
Safira de mim no teu prazer
Esqueces o nome de quem te fez
Crer no que já não sabias ter…

Renasces assim dentro de mim
Um novo ser mais sorridente
Crente na nova ilusão
De já não permanecer culpa

Rasgas gritos do meu nome
Prazer do não saber
O que vai acontecer
Ficas assim sem pensar
No que irá suceder…

10 Comentários:

Anonymous Bia disse...

O 'renascer' propicia a amplidão do caminho à nossa frente, passos para se dar, gestos para se fazer, vozes para criar, fazendo com que as descobertas sejam prazerosas e aceitas dentro do novo espírito de que se está imbuído.

Uma linda imagem associada a um poema que dá margem a várias interpretações. Um belo conjunto, amiga!

Deixo sorrisos e flores enfeitando a tua tarde.

12 março, 2008 19:50  
Anonymous Sofia disse...

Olá bom dia!
Vim dar a conhecer o meu novo blog, construído com muito carinho.
Espero que gostes e que o visites sempre que possas…
Beijinhos Sofia.

13 março, 2008 11:09  
Blogger mixtu disse...

os sorrisos
o rasgar de nomes...

hoje tambem tenho poesia, em duo...

espero que gostes

abrazo serrano

13 março, 2008 16:27  
Blogger Mocho-Real disse...

Olá, Butterfly!

Vim retribuir a sua visita aos Bigodes do Gato e convidar quem gosta de poesia, ao que vejo, a visitar O Sino da Aldeia, a minha casa-mãe.

Li poesia de uma jovem. Como é bom ver que há gente nova com gosto e talento!

Um abraço para si.
Jorge G.

15 março, 2008 13:50  
Blogger ZezinhoMota disse...

Entrei para te ler, o que faço como sempre...

E também para te desejar um feliz fim de semana.

Bjnhs

ZezinhoMota


http://poetaremportugues.blogspot.com

http://zezinhomota.blogspot.com

15 março, 2008 14:18  
Blogger belakbrilha disse...

...E o que vai suceder?
pelo que li só pode suceder coisas boas!
Vai em frente, sem culpas, sem medos...CAMINHA!

bjs

16 março, 2008 15:41  
Blogger Mocho-Real disse...

E para quando novo voo, butterfly?

Um abraço.
Jorge G.

17 março, 2008 02:56  
Blogger Aspásia disse...

OLÁ BORBOLETINHA POETA!

UM POEMA BELO E INTIMISTA, ALGO MELANCÓLICO MAS ONDE SE VISLUMBRA ESPERANÇA...
QUE SEJA PARA TI A LUZ QUE ESPERAS AO FIM DESSE MISTÉRIO!

GOSTO SEMPRE DE TE VER PAIRAR SUAVEMENTE NO MEU JARDIM!

BEIJINHOS DESTA JARDINEIRA :))

18 março, 2008 01:26  
Blogger su disse...

Gosto da sabor deste renascer polvilhado de letras, de talento, de promessas e de sorrisos crescentes como a lua que cresce brilhante nos céus nocturnos.
Cresce em mais palavras...sê frutífera nelas...que nós esperamos por aqui.
Muitos beijinhos GRANDES aqui da TEIA.

20 março, 2008 12:47  
Anonymous Bia disse...

Passei em busca de nova postagem, não encontrando fiquei a reler esse poema tão lindamente doído!

Ficam pétalas, sorrisos e beijos para enfeitar o teu domingo de Páscoa, que desejo venha inundado de muitas alegrias, de paz e de muito amor.

21 março, 2008 22:08  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial