quarta-feira, abril 13, 2005

Que farei quando te fores? Como ficarei quando partires?
Irei morrer, meu amor, irei morrer…Não vás, não me deixes só, não me deixes entregue a este mundo cruel, sem saber para me onde me voltar…
Porque te vais, amor? Será culpa minha? Que foi que eu fiz? Bem sei que não errei, que simplesmente tens de ir, tens de me abandonar…mas porquê meu amor?
Não vás, fica a meu lado, faz-me feliz, transforma minha vida em prazer, faz-me ter amor pela vida…Só contigo amor, sou feliz, só contigo me ergo e enfrento tudo e todos,
todas essas mulheres que se pavoneiam pelas ruas alegres… como irei seguir sem ti?
Fica, meu amor, não me deixes…


Este texto é simplesmente um devaneio,
em nada se refere à minha vida...

1 Comentários:

Anonymous Marisa G. disse...

Cara Butterfly
A tristeza da alma é um dos sentimentos que não se mostram com facilidade mas é aquele que mais marcas nos deixa.O teu poema mostrou-me não só a poetisa que está na tua alma como também a tristeza que houve no teu coração, numca desistas de ser feliz.
Gostei muito dos teus poemas, tens talento e espero que através deles alcances aquilo que desejas.
Marisa

27 abril, 2005 12:11  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial